bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos
BulasMed
Selecione a bula

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO PYLORIPAC lansoprazol + claritromicina + amoxicilina cápsula de liberação retardada + comprimido revestido + cápsula APRESENTAÇÃO Cada blister contém: 2 cápsulas de liberação retardada de lansoprazol 30 mg, 2 comprimidos revestidos de claritromicina 500 mg e 4 cápsulas de amoxicilina 500 mg .
 - 13/08/2019
O inicio de ação de OMEPRASEC é rápido, e o controle reversível da secreção ácida é obtido com apenas uma administração diária. Em pacientes com úlcera duodenal, a administração diária de 40 mg de OMEPRASEC em combinação com 1,5 g de amoxicilina é eficaz na erradicação do Helicobacter pylori. Resultados obtidos de um estudo de 6 meses de duração demonstraram que a eficaz erradicação está associada a redução significativa do índice de recidiva.
 - 07/03/2007
Mais de 95% conseguem obter cicatrização da úlcera em cerca de 4 semanas. Em pacientes com úlcera duodenal, a administração diária de 40 mg de OMEP em combinação com 1,5 g de amoxicilina é eficaz na erradicação do Helicobacter pylori. Resultados obtidos em um estudo de 6 meses de duração demonstraram que a eficaz erradicação está associada à redução significativa do indica de recidiva.
 - 07/03/2007
Em terapia combinada para erradicação do Helicobacter pylori , pantoprazol não deve ser administrado a pacientes com problemas moderados ou graves no fígado ou com problemas nos rins, uma vez que não existe experiência clínica sobre a eficácia e a segurança da terapia combinada (por exemplo, amoxicilina, claritromicina) nesses pacientes. Este medicamento é contraindicado para menores de 5 anos de idade.
 - 22/02/2011
Recomenda-se assim que, quando do uso simultâneo do omeprazol com drogas cujo metabolismo dependa desse sistema, as doses das mesmas sejam ajustadas adequadamente, com a monitorização do paciente. Não foram observadas interações com propranolol, teofilina, lidocaína, quinidina, metoprolol e amoxicilina. Não foram observadas interações com a administração simultânea de omeprazol com antiácidos.
 - 07/03/2007
Teofilina Os níveis de teofilina devem ser controlados em pacientes que estejam iniciando ou aumentando as doses da terapia com Alopurinol, pois este pode inibir o metabolismo da teofilina. Ampicilina/amoxicilina Em pacientes recebendo ampicilina ou amoxicilina concomitantemente ao Alopurinol, houve um aumento de rash cutâneo.
 - 07/03/2007
Portanto, a dose única de 150 mg inibe de forma eficaz a secreção ácida gástrica por 12 horas. Evidências clínicas demonstraram que a combinação da ranitidina oral com a amoxicilina e o metronidazol é capaz de erradicar o Helicobacter pylori em aproximadamente 90% dos pacientes. Essa terapia combinada mostrou ser capaz de reduzir significativamente a recorrência de úlcera duodenal. A infecção por H.
 - 07/03/2007
Você deve utilizar o esomeprazol magnésico tri-hidratado com cuidado se estiver tomando os seguintes medicamentos: para o tratamento de infecções por fungos (cetoconazol, itraconazol e erlotinibe), digoxina, ansiedade (diazepam), epilepsia (fenitoína), coagulação do sangue (varfarina ou clopidogrel), acelerar a motilidade do estômago (cisaprida), metotrexato, tratamento da AIDS (atazanavir, nelfinavir e saquinavir), tratamentos com amoxicilina, quinidina, naproxeno, rofecoxibe, claritomicina, voriconazol, rifampicina e erva de São João ( Hypericum perforatum ), pois estes medicamentos podem ter seu efeito alterado pelo uso concomitante de esomeprazol magnésico tri-hidratado.
 - 07/03/2007
Pariet * pertence a uma classe de medicamentos chamada Inibidores da Bomba de Prótons. Em combinação com dois antibióticos apropriados (por exemplo: claritromicina e amoxicilina ou claritromicina e metronidazol), Pariet * é usado para erradicar a infecção por Helicobacter pylori (H. pylori) em pacientes com doença ulcerosa péptica e gastrite crônica. A erradicação da infecção por H.
 - 07/03/2007
Você deve utilizar Esogastro com cuidado se estiver tomando os seguintes medicamentos: para o tratamento de infecções por fungos (cetoconazol, itraconazol e erlotinibe), digoxina, ansiedade (diazepam), epilepsia (fenitoína), coagulação do sangue (varfarina ou clopidogrel), acelerar a motilidade do estômago (cisaprida), metotrexato, tratamento da AIDS (atazanavir, nelfinavir e saquinavir), tratamentos com amoxicilina, quinidina, naproxeno, rofecoxibe, claritomicina, voriconazol, rifampicina e erva de São João ( Hypericum perforatum ), pois estes medicamentos podem ter seu efeito alterado pelo uso concomitante de esomeprazol magnésico tri-hidratado.
 - 15/05/2014
O bulas.med.br faz parte da plataforma HiDoctor
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).
Mostrar: 10
<< - « Anteriores - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - Próximos » - >>
41 a 50 (Total: 262)

Outros resultados:

Resultados: 20

Esses testes visam identificar anticorpos para as bactérias causadoras da doença e são mais confiáveis algumas semanas após a infecção, quando os anticorpos já estão mais formados. Como o médico trata a doença de Lyme? A doença de Lyme normalmente é tratada com antibióticos. Os antibióticos mais comumente utilizados são a doxiciclina, a amoxicilina e a cefuroxima oral. Os pacientes com formas neurológicas ou cardíacas da doença podem requerer tratamento intravenoso.
Um estudo, publicado no periódico Pediatric Infectious Disease Journal , foi realizado com o objetivo de determinar se uma dose única de amoxicilina administrada a uma criança com infecção de garganta causada por Streptococcus do grupo A, causa confirmada por exames específicos, é suficiente para permitir que a criança retorne à escola após as primeiras doze horas do início do tratamento.
Dentro deste grupo, foram identificados casos de pacientes que morreram de morte súbita dentro de 14 dias depois de receber uma prescrição de sulfametoxazol-trimetoprim ou um dos outros antibióticos estudados (amoxicilina, ciprofloxacina, norfloxacina e nitrofurantoína). Para cada caso, foram identificados até quatro controles, pareados por idade e sexo.
Os casos foram aqueles que morreram subitamente logo depois de receber uma prescrição ambulatorial para o uso de cotrimoxazol, amoxicilina, ciprofloxacina, norfloxacina ou nitrofurantoína. Cada caso foi combinado com até quatro controles para idade, sexo, doença renal crônica e diabetes .
A cultura e o teste rápido de pesquisa do estreptococo no esfregaço da garganta (pesquisa de antígenos) ajudam a identificar a bactéria e estabelecer um diagnóstico diferencial. Como o médico trata a escarlatina? O tratamento da escarlatina é feito através da administração de antibióticos, sendo a penicilina o medicamento de primeira escolha, mas também se pode utilizar a amoxicilina, a eritromicina ou a azitromicina. Analgésicos e antitérmicos podem ser usados para alívio de sintomas como febre e dores.
Mostrar: 5
11 a 15 (Total: 20)
  • Entrar
  • Cadastrar