POSOLOGIA EXJADE

Atualizado em 25/05/2016

Recomenda-se que a terapia com EXJADE seja iniciada após a transfusão1 de aproximadamente 20 unidades (aproximadamente 100 mL/kg) de hemácias2 ou quando há evidência de sobrecarga crônica de ferro por avaliação clínica (p. ex. ferritina sérica > 1000 µg/L). As doses (em mg/kg) devem ser calculadas e arredondadas para um número mais próximo de comprimidos inteiros. EXJADE está disponível em 3 concentrações (125 mg, 250 mg e 500 mg).A terapia com agentes quelantes de ferro tem o objetivo de remover a quantidade de ferro administrada nas transfusões e, quando necessário, reduzir a carga de ferro existente.

Dose inicial
A dose diária inicial de EXJADE é de 20 mg/kg de peso corpóreo.
Uma dose diária inicial de 30 mg/kg pode ser considerada para pacientes3 recebendo mais que 14 mL/kg/mês de hemácias2 (aproximadamente mais que 4 unidades/mês para um adulto) e para aqueles cujo objetivo é reduzir a sobrecarga de ferro.
Uma dose inicial de 10 mg/kg pode ser considerada para pacientes3 recebendo menos que 7 mL/kg/mês de hemácias2 (aproximadamente menos que 2 unidades/mês para um adulto) e para aqueles cujo objetivo é a manutenção do nível de ferro no organismo.
Para pacientes3 que já estão bem controlados com o tratamento com desferroxamina, uma dose inicial de EXJADE equivale numericamente a metade da dose de desferroxamina administrada (por ex.: um paciente recebendo 40 mg/kg/dia de desferroxamina, por 5 dias na semana (ou equivalente), pode ser transferido para o tratamento com EXJADE utilizando uma dose inicial de 20 mg/kg/dia).
Dose de manutenção
Recomenda-se que a ferritina sérica seja monitorada todo mês e que a dose de EXJADE seja ajustada   se necessário a cada 3 a 6 meses baseada na tendência da ferritina sérica. Ajustes de dose podem ser feitos por etapas de 5 a 10 mg/kg e de acordo com as respostas individuais dos pacientes e seus objetivos terapêuticos (manutenção ou redução de sobrecarga de ferro). As doses acima de 30 mg/kg
não são recomendadas porque há somente experiências limitadas com doses acima deste nível. Se a ferritina sérica cair consistentemente abaixo de 500 µg/L, deve ser considerada uma interrupção do tratamento (vide "Advertências").
Preparo
EXJADE deve ser tomado uma vez por dia com o estômago4 vazio pelo menos 30 minutos antes da   refeição, e de preferência no mesmo horário todos os dias (vide "Interações medicamentosas"). Os comprimidos são dispersíveis por agitação em um copo de água ou suco de laranja ou maçã (100 - 200 mL) até que uma fina suspensão seja obtida. Após a ingestão da suspensão, qualquer resíduo deve ser
novamente disperso em um pequeno volume de água ou suco de laranja ou maçã e ingerido. Os comprimidos não devem ser mastigados ou engolidos inteiros (vide "Incompatibilidade").
Pacientes idosos
As recomendações de dosagem para pacientes3 idosos são as mesmas descritas acima.
Pacientes pediátricos
As recomendações de dosagem para pacientes3 pediátricos são as mesmas para pacientes3 adultos.
Mudanças no peso de pacientes pediátricos ao longo do tempo devem ser consideradas no cálculo5 da dose.
Pacientes com insuficiência renal6
EXJADE não foi estudado em pacientes com insuficiência renal6. O tratamento com EXJADE deve ser   usado com cautela em pacientes com níveis de creatinina7 sérica acima do limite para a idade. As recomendações de dosagem inicial para pacientes3 com insuficiência renal6 são as mesmas descritas acima. A creatinina7 sérica deve ser monitorada mensalmente em todos os pacientes e se necessário doses diárias podem ser reduzidas em 10 mg/kg (vide "Advertências").
Pacientes com insuficiência hepática8
EXJADE não foi estudado em pacientes com insuficiência hepática8 e deve ser usado com cautela em   tais pacientes. As recomendações de dosagem inicial para pacientes3 com insuficiência hepática8 são as   mesmas descritas acima. A função hepática9 em todos os pacientes deve ser monitorada todo mês (vide "Advertências").

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Transfusão: Introdução na corrente sangüínea de sangue ou algum de seus componentes. Podem ser transfundidos separadamente glóbulos vermelhos, plaquetas, plasma, fatores de coagulação, etc.
2 Hemácias: Também chamadas de glóbulos vermelhos, eritrócitos ou células vermelhas. São produzidas no interior dos ossos a partir de células da medula óssea vermelha e estão presentes no sangue em número de cerca de 4,5 a 6,5 milhões por milímetro cúbico, em condições normais.
3 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
4 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
5 Cálculo: Formação sólida, produto da precipitação de diferentes substâncias dissolvidas nos líquidos corporais, podendo variar em sua composição segundo diferentes condições biológicas. Podem ser produzidos no sistema biliar (cálculos biliares) e nos rins (cálculos renais) e serem formados de colesterol, ácido úrico, oxalato de cálcio, pigmentos biliares, etc.
6 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
7 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
8 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
9 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.

Tem alguma dúvida sobre POSOLOGIA EXJADE?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.