POSOLOGIA AZACTAM

Atualizado em 28/05/2016

O AZACTAM (aztreonam) INJETÁVEL pode ser administrado por via intravenosa ou via intramuscular.

Recomenda-se a via intravenosa para pacientes1 requerendo de doses únicas maiores que 1 grama2 ou para aqueles com septicemia3 bacteriana, abscessos4 parenquimatosos localizados (por exemplo, abscessos4 intrabdominais), peritonites ou em outras infecções5 generalizadas graves ou potencialmente letais. Devido à gravidade das infecções5 causadas por Pseudomonas aeruginosa, recomenda-se uma dose de 2 gramas a cada 6 ou 8 horas, pelo menos como tratamento inicial de infecções5 sistêmicas produzidas por este microrganismo.

Crianças e Adolescentes

A dose habitual para pacientes1 com mais de uma semana de vida é de 30mg/Kg a intervalos de 6 a 8 horas. A dose recomendada para o tratamento de infecções5 graves, em pacientes com 2 anos de idade ou mais, é de 50mg/Kg a cada 6 a 8 horas.

Recomenda-se doses de 50mg/kg em intervalos de 6 a 8 horas para todos os pacientes, no tratamento de infecções5 devido a P. aeruginosa.

A dose pediatrica máxima não deve exceder a dose máxima recomendada para adultos.

Insuficiência Renal6

Níveis séricos prolongados de aztreonam podem ocorrer em pacientes com insuficiência renal6 persistente ou transitória. Portanto, após uma dose usual inicial, a dosagem de AZACTAM deve ser dividida pela metade em pacientes com clearance de creatinina7 estimado entre 10 e 30mL/min/1,73m2.

Quando se dispõe somente do valor da concentração sérica de creatinina7, pode-se utilizar a fórmula a seguir (segundo o sexo, peso e idade do paciente) para o cálculo8 aproximado da depuração de creatinina7. A creatinina7 sérica deve representar um estado de equilíbrio da função renal9.

Para pacientes1 com insuficiência renal6 grave, com clearance de creatinina7 menor que 10mL/min/1,73m2, como aqueles que necessitam de hemodiálise10, deverão receber inicialmente as doses usuais. A dose de manutenção deverá ser 1/4 da dose inicial usual, administrados a intervalos fixos de 6, 8 ou 12 horas. Em infecções5 graves ou potencialmente letais, além das doses de manutenção assinaladas, deverá ser administrado 1/8 da dose inicial após cada sessão de hemodiálise10.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
2 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
3 Septicemia: Septicemia ou sepse é uma infecção generalizada grave que ocorre devido à presença de micro-organismos patogênicos e suas toxinas na corrente sanguínea. Geralmente ela ocorre a partir de outra infecção já existente.
4 Abscessos: Acumulação de pus em uma cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em consequência de inflamação seguida de infecção.
5 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
6 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
7 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
8 Cálculo: Formação sólida, produto da precipitação de diferentes substâncias dissolvidas nos líquidos corporais, podendo variar em sua composição segundo diferentes condições biológicas. Podem ser produzidos no sistema biliar (cálculos biliares) e nos rins (cálculos renais) e serem formados de colesterol, ácido úrico, oxalato de cálcio, pigmentos biliares, etc.
9 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
10 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.

Tem alguma dúvida sobre POSOLOGIA AZACTAM?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.