MODO DE AÇÃO D.T.I

Atualizado em 28/05/2016

Os mecanismos de ação da Dacarbazina ainda não foram totalmente determinados, mas parece que a droga exerce seu efeito citotóxico1 por ação alquilante.Dacarbazina não é, provavelmente, um agente específico da fase do ciclo celular: a droga não exibe relação específica dose-resposta ou dependência programada.
Dacarbazina apresenta atividade imunossupressora mínima.

Farmacocinética:
Dacarbazina é muito pouco absorvida pelo trato gastrintestinal. Os picos de concentrações plasmáticas estão em torno de 8µg/mL e são atingidos, imediatamente, após a administração de uma dose de 4,5mg/Kg, por injeção2 em " bolus3" .
O volume de distribuição da Dacarbazina excede o conteúdo total de água no corpo, sugerindo localização em algum tecido4 do corpo, provavelmente, fígado5. A droga apenas liga-se fracamente às proteínas6 plasmáticas. Dacarbazina atravessa a barreira hemato-encefálica7 com extensão limitada: as concentrações da droga no líquido cerebrospinal registradas estão em torno de 14‰ das concentrações plasmáticas.
Não se sabe se a Dacarbazina atravessa a placenta ou se é distribuída no leite materno.
Concentrações plasmáticas de Dacarbazina parecem declinar de forma bifásica. Em indivíduos com função renal8 normal, a meia-vida na fase inicial (t1/2 a) é, em média, 19 minutos, e a meia-vida na fase terminal (t1/2 b) é, em média, 5 horas. Os fabricantes estipulam que num paciente com disfunção renal8 ou hepática9, a meia-vida na fase inicial (t1/2 a) passa a ser de 55 minutos, e a meia-vida na fase terminal (t1/2 b) passa a ser de 7,2 horas.
Dacarbazina é extensivamente metabolizada. Dacarbazina é N-demetilada pelas enzimas microssomais do fígado5 para 5-(3-monometil-1-triazenil)-1H-imidazol-4-carboxamida (MIC) que, espontaneamente, decompõe-se para formar AIC, um agente alquilante não-identificado, ou primariamente metilado. Pequenas quantidades da droga podem também ser convertidas para um sal de diazônio de AIC (Diazo-AIC), que sofre ligação intramuscular espontânea, para formar 2-azahipoxantina. Alguns metabólitos10 da Dacarbazina podem contribuir para o efeito antineoplásico desta droga.
O metabolismo11 da Dacarbazina pode ser aumentado por agentes que induzem as enzimas microssomais do fígado5, tais como fenobarbital e fenitoína. Cerca de 30‰ a 46‰ da dose administrada são excretados na urina12, por secreção tubular, dentro de 6 horas. Cerca de 50‰ da droga excretada é recuperada como Dacarbazina inalterada, e os outros 50‰, como AIC.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Citotóxico: Diz-se das substâncias que são tóxicas às células ou que impedem o crescimento de um tecido celular.
2 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
3 Bolus: Uma quantidade extra de insulina usada para reduzir um aumento inesperado da glicemia, freqüentemente relacionada a uma refeição rápida.
4 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
5 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
6 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
7 Encefálica: Referente a encéfalo.
8 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
9 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
10 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
11 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
12 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.

Tem alguma dvida sobre MODO DE AÇÃO D.T.I?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.