ADVERTÊNCIAS ANANGOR

Atualizado em 28/05/2016
Risco de convulsão1
Convulsões foram relatadas em pacientes recebendo
tramadol na faixa de dosagem terapêutica2
recomendada. Relatos pós-comercialização indicam
que o risco de convulsões aumenta com o
aumento das doses acima da faixa terapêutica2
recomendada. A combinação com ANANGOR®
(Tramadol cloridrato) aumenta o risco de convulsões
em pacientes usando:
•  Antidepressivos inibidores seletivos da recaptação
da serotonina ou anorexígenos3.
•  Antidepressivos tricíclicos e outros agentes tricíclicos
(ciclobenzaprina, prometazina, etc) ou
opióides.
A combinação com tramadol pode aumentar o risco
de convulsões em paciente usando:
•  Neurolépticos4.
•  Outras drogas que reduzam o limiar convulsivo.
O risco de convulsão1 também pode aumentar em
pacientes com epilepsia5, história de epilepsia5, ou
reconhecido risco de convulsões (como trauma
crânio6-encefálico, infecções7 do SNC8, abstinência
alcoólica e distúrbios metabólicos). Na superdosagem
por tramadol, o uso de naloxone pode aumentar
o risco de convulsão1.
Reações anafilactóides
Reações anafilactóides raras e sérias foram relatadas
com tramadol, que podem ocorrer depois
da primeira dose. Outros relatos incluem prurido9,
broncoespasmo10, angioedema11 e erupções. Pacientes
com história de reações anafilactóides com
codeína e outros opióides podem ter um risco
maior e não devem receber tramadol (ver CONTRA-
INDICAÇÕES
).
Uso em pacientes dependentes de opióides
Mostrou-se que tramadol pode reiniciar a dependência
de opióides em pacientes previamente
dependentes, assim, o uso de tramadol nesses
pacientes não é recomendado.
Uso com depressores do SNC8
Tramadol deve ser usado com cuidado e em doses
reduzidas em pacientes usando depressores
do SNC8 como opióides, anestésicos, fenotiazinas
e hipnóticos.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Convulsão: Episódio agudo caracterizado pela presença de contrações musculares espasmódicas permanentes e/ou repetitivas (tônicas, clônicas ou tônico-clônicas). Em geral está associada à perda de consciência e relaxamento dos esfíncteres. Pode ser devida a medicamentos ou doenças.
2 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
3 Anorexígenos: Que ou o que provoca anorexia (diz-se de substância ou droga), ou seja, que ou o que produz falta ou perda de apetite.
4 Neurolépticos: Medicamento que exerce ação calmante sobre o sistema nervoso, tranquilizante, psicoléptico.
5 Epilepsia: Alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. Durante alguns segundos ou minutos, uma parte do cérebro emite sinais incorretos, que podem ficar restritos a esse local ou espalhar-se. Quando restritos, a crise será chamada crise epiléptica parcial; quando envolverem os dois hemisférios cerebrais, será uma crise epiléptica generalizada. O paciente pode ter distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo, medo repentino, desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente e até perder a consciência - neste caso é chamada de crise complexa. Depois do episódio, enquanto se recupera, a pessoa pode sentir-se confusa e ter déficits de memória. Existem outros tipos de crises epilépticas.
6 Crânio: O ESQUELETO da CABEÇA; compreende também os OSSOS FACIAIS e os que recobrem o CÉREBRO. Sinônimos: Calvaria; Calota Craniana
7 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
8 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
9 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
10 Broncoespasmo: Contração do músculo liso bronquial, capaz de produzir estreitamento das vias aéreas, manifestado por sibilos no tórax e falta de ar. É uma contração vista com freqüência na asma.
11 Angioedema: Caracteriza-se por áreas circunscritas de edema indolor e não-pruriginoso decorrente de aumento da permeabilidade vascular. Os locais mais acometidos são a cabeça e o pescoço, incluindo os lábios, assoalho da boca, língua e laringe, mas o edema pode acometer qualquer parte do corpo. Nos casos mais avançados, o angioedema pode causar obstrução das vias aéreas. A complicação mais grave é o inchaço na garganta (edema de glote).

Tem alguma dúvida sobre ADVERTÊNCIAS ANANGOR?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.