POSOLOGIA DORMIRE 50MG - CX C/5AMP X 10ML

Atualizado em 28/05/2016
Pré-medicação anterior a procedimentos cirúrgicos ou diagnósticos:Via Intravenosa:
Para sedação1 basal em procedimentos diagnósticos ou intervenção cirúrgica realizada com anestesia2 local:
Dose inicial de 2,5 mg administrada lentamente, ou seja, aproximadamente 1 mg em 30 segundos, de 5 a 10 minutos antes do início do procedimento. Doses adicionais de 1 mg podem ser administradas quando necessário.
Em pacientes que estiverem gravemente doentes em condições gerais precárias ou idade avançada, a dose inicial pode ser reduzida para 1 a 1,5 mg.
Via Intramuscular:
Em pacientes que apresentarem dor antes da cirurgia, administrar isoladamente ou combinado com anticolinérgico e, possivelmente analgésicos3.
ADULTOS:- De 0,07 a 0,1 mg/kg, por via intramuscular, de acordo com a idade e as condições gerais do paciente.
CRIANÇAS:- Necessitam de doses proporcionalmente mais altas do que os adultos, em relação ao peso corporal (0,15 a 0,20 mg/kg de peso corporal). Estas doses devem ser administradas de 20 a 30 minutos antes da indução anestésica.
Indução anestésica:
Via Intravenosa:
Como agente de indução em anestesia2 por inalação ou como componente hipnoindutor na anestesia2 combinada: Administrar de 10 a 15 mg, atingindo geralmente nível profundo de sono após 2 a 3 minutos.
Via Intramuscular em Crianças:
Recomenda-se a combinação de um indutor do sono e agente amnésico como DORMIRE(, na dose de 5 a 10 mg (0,15 a 0,20 mg/kg de peso corporal) com cetamina por via intramuscular, na dose de 4 a 8 mg/kg de peso corporal (ataralgesia). Atinge-se nível suficientemente profundo de sono geralmente após 2 a 3 minutos.
Manutenção da anestesia2:
Para manutenção do nível desejado de sono, deve-se administrar por via intravenosa pequenas doses adicionais. As doses e os intervalos entre estas doses adicionais variam de acordo com as reações individuais de cada paciente.
Quando o DORMIRE( for administrado com analgésicos3 potentes, estes últimos devem ser administrados inicialmente, de modo que o efeito sedativo do DORMIRE( possa ser dosado com segurança, em função de uma eventual sedação1 causada pelo analgésico4.
Sedação1 na Unidade de Terapia Intensiva5:
As doses devem ser individualizadas e fracionadas até o grau desejado de sedação1, dependendo do estado clínico do paciente, da idade e da administração concomitante com outras drogas.
Dose Inicial: De 0,03 a 0,3 mg/kg por via intravenosa.
Dose de Manutenção: De 0,03 a 0,2 mg/kg/hora por via intravenosa.
Em pacientes com hipovolemia6, vasoconstrição7 e hipotermia8, a dose deve ser reduzida ou a dose inicial omitida.
Observações importantes:
1. Em pacientes idosos com danos cerebrais orgânicos ou alterações das funções cardíaca ou respiratória, deve-se determinar com prudência a dose, avaliando as condições especiais e individuais de cada paciente.
2. A administração por via intravenosa deve ser realizada lentamente, ou seja, aproximadamente 5 mg em 10 segundos para a indução anestésica e 1 mg em 30 segundos para a sedação1 basal. O efeito da droga aparece em torno de 2 minutos após o início da injeção9.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
2 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
3 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
4 Analgésico: Medicamento usado para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
5 Terapia intensiva: Tratamento para diabetes no qual os níveis de glicose são mantidos o mais próximo do normal possível através de injeções freqüentes ou uso de bomba de insulina, planejamento das refeições, ajuste em medicamentos hipoglicemiantes e exercícios baseados nos resultados de testes de glicose além de contatos freqüentes entre o diabético e o profissional de saúde.
6 Hipovolemia: Diminuição do volume de sangue secundário a hemorragias, desidratação ou seqüestro de sangue para um terceiro espaço (p. ex. peritônio).
7 Vasoconstrição: Diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos.
8 Hipotermia: Diminuição da temperatura corporal abaixo de 35ºC.Pode ser produzida por choque, infecção grave ou em estados de congelamento.
9 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.

Tem alguma dúvida sobre POSOLOGIA DORMIRE 50MG - CX C/5AMP X 10ML?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.