INDICAÇÕES CLORIDRATO DE VANCOMICINA

Atualizado em 28/05/2016

O cloridrato de vancomicina é indicado no tratamento de infecções1 graves causadas por cepas2 sensíveis de estafilococos resistentes à meticilina (betalactamase resistente).

É indicado em pacientes alérgicos à penicilina, em pacientes que não podem receber ou não respondem ao tratamento com penicilinas ou cefalosporinas, e em outras infecções1 graves causadas por microrganismos sensíveis ao cloridrato de vancomicina, mas resistentes a outras drogas antimicrobianas.

O cloridrato de vancomicina é indicado como tratamento inicial quando se suspeita de estafilococos resistente à meticilina porém, tão logo os dados de sensibilidade estejam disponíveis, o tratamento deverá ser ajustado de acordo.

O cloridrato de vancomicina é eficaz no tratamento de endocardite3 estafilocócica. A sua eficácia tem sido provada em outras infecções1 devidas a estafilococos,

inclusive septicemia4, infecções1 ósseas, infecções1 do trato respiratório inferior e infecções1 da pele5 e tecidos moles. Quando as infecções1 estafilocócicas são localizadas e purulentas6, os antibióticos são usados como auxiliares às medidas cirúrgicas apropriadas.

O cloridrato de vancomicina é eficaz isolado ou combinado com um aminoglicosídeo na endocardite3 causada por S. viridans ou S. bovis; para endocardite3 causada por enterococos (E. faecalis), o cloridrato de vancomicina é eficaz somente em combinação com um aminoglicosídeo; é eficaz para o tratamento da endocardite3 por difteróide. O cloridrato de vancomicina tem sido usado com sucesso em combinação com rifampicina, aminoglicosídeo ou ambos na endocardite3 precoce em prótese7 de válvula, causada por S. epidermidis ou por difteróides.

Para o tratamento de colite8 pseudomembranosa causada por C. difficile secundária ao uso de antibióticos, pode-se administrar por via oral a forma parenteral do cloridrato da vancomicina. Não foi comprovado o benefício do antibiótico por via parenteral nesta infecção9. O cloridrato de vancomicina não é eficaz por via oral para outros tipos de infecção9.

Apesar de não terem sido feitos estudos controlados da eficácia clínica, o uso do cloridrato de vancomicina intravenoso foi sugerido pela American Heart Association e American Dental Association na profilaxia da endocardite3 bacteriana em pacientes alérgicos à penicilina, portadores de doença cardíaca congênita10 ou reumática ou outra doença cardíaca valvular adquirida, quando estes pacientes se submetem a tratamento cirúrgico dentário ou do trato respiratório superior.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Cepas: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
3 Endocardite: Inflamação aguda ou crônica do endocárdio. Ela pode estar preferencialmente localizada nas válvulas cardíacas (endocardite valvular) ou nas paredes cardíacas (endocardite parietal). Pode ter causa infecciosa ou não infecciosa.
4 Septicemia: Septicemia ou sepse é uma infecção generalizada grave que ocorre devido à presença de micro-organismos patogênicos e suas toxinas na corrente sanguínea. Geralmente ela ocorre a partir de outra infecção já existente.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Purulentas: Em que há pus ou cheio de pus; infeccionadas. Que segrega pus. No sentido figurado, cuja conduta inspira nojo; repugnante, asqueroso, sórdido.
7 Prótese: Elemento artificial implantado para substituir a função de um órgão alterado. Existem próteses de quadril, de rótula, próteses dentárias, etc.
8 Colite: Inflamação da porção terminal do cólon (intestino grosso). Pode ser devido a infecções intestinais (a causa mais freqüente), ou a processos inflamatórios diversos (colite ulcerativa, colite isquêmica, colite por radiação, etc.).
9 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
10 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.

Tem alguma dvida sobre INDICAÇÕES CLORIDRATO DE VANCOMICINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.