PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS ECATOR H

Atualizado em 28/05/2016
Precauções:
O tratamento com a combinação ramipril + hidroclorotiazida requer supervisão médica regular.
Em pacientes com o sistema renina angiotensina hiperestimulado:
São recomendados cuidados especiais no tratamento de pacientes com o sistema renina-angiotensia hiperestimulado (ver posologia).
Tais pacientes estão sob risco de uma queda aguda pronunciada da pressão arterial1 e deterioração da função renal2 devido à inibição da ECA, especialmente quando um inibidor da ECA é administrado pela primeira vez ou é administrado em uma dose maior pela primeira vez. Doses iniciais ou aumento destas doses iniciais devem ser acompanhados por meio de monitorização rigorosa da pressão arterial1 até que se exclua a possibilidade de redução aguda da pressão arterial1.
A ativação significante do sistema renina-angiotensina pode ser prevista, por exemplo:
- em pacientes com hipertensão3 severa e, principalmente, com hipertensão3 maligna. A fase inicial do tratamento requer supervisão médica especial;
- em pacientes com insuficiência cardíaca4 concomitante e particularmente severa. Em caso de insuficiência cardíaca4 severa, a fase inicial do tratamento requer supervisão médica especial;
- em pacientes com impedimento hemodinamicamente relevante do influxo ou do efluxo ventricular esquerdo (por exemplo: estenose5 da válvula aórtica ou da válvula mitral). A fase inicial do tratamento requer supervisão médica especial;
- em pacientes com estenose5 da artéria renal6 hemodinamicamente relevante.
A fase inicial do tratamento requer supervisão médica especial:
- em pacientes pré-tratados com diurético7, nos quais a interrupção do tratamento ou a redução da dose de diurético7 não é possível, a fase inicial do tratamento requer supervisão médica especial;
- em pacientes que apresentam ou podem desenvolver deficiência hídrica ou salina (como resultado da ingestão insuficiente de sais ou líquidos, ou como resultado de diarreia8, vômito9 ou sudorese10 excessiva, nos casos em que a reposição de sal e líquidos é inadequada).
Geralmente se recomenda que quadros de desidratação11, hipovolemia12 ou depleção13 salina sejam corrigidos antes do início do tratamento (em pacientes com insuficiência cardíaca4, entretanto, isto deve ser cuidadosamente avaliado em relação ao risco de sobrecarga de volume).
Quando essas condições tornarem-se clinicamente relevantes, o tratamento com a combinação ramipril + hidroclorotiazida somente deverá ser iniciado ou continuado se medidas apropriadas forem tomadas concomitantemente para prevenir uma excessiva redução na pressão arterial1 e deterioração da função renal2.
Pacientes com risco especial de redução acentuada da pressão arterial1:
A fase inicial do tratamento requer supervisão médica especial em pacientes que apresentam risco de redução acentuada indesejável da pressão arterial1 (exemplo: pacientes com estenoses14 das artérias15 coronarianas ou artérias15 cerebrais hemodinamicamente relevantes).
Idosos:
Alguns pacientes idosos podem ser especialmente responsivos ao tratamento com inibidores da ECA. Recomenda-se avaliação da função renal2 no início do tratamento.
Monitorização da função renal2:
É recomendado que a função renal2 seja monitorizada, especialmente nas primeiras semanas de tratamento. Uma monitorização cuidadosa é particularmente necessária em pacientes com:
- insuficiência cardíaca4;
- doença vascular16 renal2, incluindo pacientes com estenose5 unilateral e artéria renal6 hemodinamicamente relevante. Neste último grupo de pacientes, mesmo um pequeno aumento da creatinina17 sérica pode ser indicativo de perda unilateral da função renal2;
- alteração da função renal2;
- transplante renal2.
Monitorização eletrolítica:
Recomenda-se monitorização regular de sódio, potássio, cálcio e ácido úrico séricos e da glicemia18. É necessária monitorização mais frequente do potássio sérico em pacientes com alteração da função renal2.
Monitorização hematológica:
A contagem de leucócitos19 deve ser monitorizada para detectar uma possível leucopenia20. Avaliações mais frequentes são recomendadas na fase inicial do tratamento, e em pacientes com alteração da função renal2, naqueles com doença do colágeno21 (por exemplo: lúpus22 eritematoso23 ou esclerodermia) concomitante ou naqueles tratados com outros medicamentos que possam causar alterações no perfil hematológico (ver reações adversas).
Advertências:
Caso ocorra o desenvolvimento de edema angioneurótico24 durante o tratamento com inibidor da ECA, este deve ser interrompido imediatamente.
O edema angioneurótico24 pode envolver a língua25, glote26 ou laringe27. O tratamento emergencial de edema angioneurótico24 com risco de vida inclui administração imediata de epinefrina (administração subcutânea28 ou intravenosa lenta), acompanhado de monitorização do ECG e da pressão arterial1. Recomenda-se hospitalização e monitorização do paciente por no mínimo 12 a 24 horas e alta hospitalar somente após o desaparecimento completo dos sintomas29.
Não se dispõe de experiência suficiente com relação ao uso da combinação de ramipril + hidroclorotiazida em crianças.
Dirigindo veículos ou realizando outras tarefas que requeiram atenção:
Algumas reações adversas (por exemplo: alguns sintomas29 de redução da pressão arterial1, tais como superficialização de consciência e vertigem30) podem prejudicar a habilidade de concentração e reação do paciente e, portanto, constituem um risco em situações em que estas habilidades são importantes (por exemplo: dirigir veículos ou operar máquinas).
Gravidez31: a combinação ramipril + hidroclorotiazida não deve ser administrada durante a gravidez31. Portanto, a presença de gravidez31 deve ser excluída antes de se iniciar o tratamento com este produto. A gravidez31 deve ser evitada nos casos onde a mudança para um outro tratamento sem inibidores da ECA e diuréticos32 não seja possível. Caso contrário existirá um risco de dano ao feto33.
Categoria D - Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez31.
Lactação34: se o tratamento com a combinação de ramipril + hidroclorotiazida for necessário durante a lactação34, a paciente não deverá amamentar para prevenir a ingestão pelo recém-nascido de pequenas quantidades de ramipril e hidroclorotiazida com o leite materno.
Pediatria: ainda não foram estabelecidas a segurança e a eficácia desta combinação em crianças.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
2 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
3 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
4 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
5 Estenose: Estreitamento patológico de um conduto, canal ou orifício.
6 Artéria Renal: Ramo da aorta abdominal que irriga os rins, glândulas adrenais e ureteres.
7 Diurético: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
10 Sudorese: Suor excessivo
11 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
12 Hipovolemia: Diminuição do volume de sangue secundário a hemorragias, desidratação ou seqüestro de sangue para um terceiro espaço (p. ex. peritônio).
13 Depleção: 1. Em patologia, significa perda de elementos fundamentais do organismo, especialmente água, sangue e eletrólitos (sobretudo sódio e potássio). 2. Em medicina, é o ato ou processo de extração de um fluido (por exxemplo, sangue) 3. Estado ou condição de esgotamento provocado por excessiva perda de sangue. 4. Na eletrônica, em um material semicondutor, medição da densidade de portadores de carga abaixo do seu nível e do nível de dopagem em uma temperatura específica.
14 Estenoses: Estreitamentos patológicos de um conduto, canal ou orifício.
15 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
16 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
17 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
18 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
19 Leucócitos: Células sangüíneas brancas. Compreendem tanto os leucócitos granulócitos (BASÓFILOS, EOSINÓFILOS e NEUTRÓFILOS) como os não granulócitos (LINFÓCITOS e MONÓCITOS). Sinônimos: Células Brancas do Sangue; Corpúsculos Sanguíneos Brancos; Corpúsculos Brancos Sanguíneos; Corpúsculos Brancos do Sangue; Células Sanguíneas Brancas
20 Leucopenia: Redução no número de leucócitos no sangue. Os leucócitos são responsáveis pelas defesas do organismo, são os glóbulos brancos. Quando a quantidade de leucócitos no sangue é inferior a 6000 leucócitos por milímetro cúbico, diz-se que o indivíduo apresenta leucopenia.
21 Colágeno: Principal proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais.
22 Lúpus: 1. É uma inflamação crônica da pele, caracterizada por ulcerações ou manchas, conforme o tipo específico. 2. Doença autoimune rara, mais frequente nas mulheres, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico. Nesta patologia, a defesa imunológica do indivíduo se vira contra os tecidos do próprio organismo como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Essas múltiplas formas de manifestação clínica, às vezes, podem confundir e retardar o diagnóstico. Lúpus exige tratamento cuidadoso por médicos especializados no assunto.
23 Eritematoso: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
24 Edema angioneurótico: Ataques recidivantes de edema transitório que aparecem subitamente em áreas da pele, membranas mucosas e ocasionalmente nas vísceras, geralmente associadas com dermatografismo, urticária, eritema e púrpura.
25 Língua:
26 Glote: Aparato vocal da laringe. Consiste das cordas vocais verdadeiras (pregas vocais) e da abertura entre elas (rima da glote).
27 Laringe: É um órgão fibromuscular, situado entre a traqueia e a base da língua que permite a passagem de ar para a traquéia. Consiste em uma série de cartilagens, como a tiroide, a cricóide e a epiglote e três pares de cartilagens: aritnoide, corniculada e cuneiforme, todas elas revestidas de membrana mucosa que são movidas pelos músculos da laringe. As dobras da membrana mucosa dão origem às pregas vocais.
28 Subcutânea: Feita ou situada sob a pele; hipodérmica.
29 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
30 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
31 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
32 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
33 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
34 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS ECATOR H?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.