USO DURANTE A GRAVIDEZ E LACTAÇÃO LANEXAT

Atualizado em 24/05/2016

Embora estudos em animais tratados com altas doses de Lanexat® não tenham revelado evidência de embriotoxicidade ou teratogenicidade, deve-se observar o princípio médico de não se administrar
medicamentos nos primeiros meses da gravidez1, exceto quando absolutamente necessário.

A administração de Lanexat® em situações de emergência2 não está contra-indicada durante a lactação3.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
3 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.

Tem alguma dúvida sobre USO DURANTE A GRAVIDEZ E LACTAÇÃO LANEXAT?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.