ADVERTÊNCIA CISPLATINA

Atualizado em 25/05/2016

. CISPLATINA deve ser administrada sob a supervisão de um médico qualificado, com experiência no uso de agentes quimioterápicos. Manuseio apropriado (da terapia e das complicações) é possível somente se diagnóstico1 adequado e facilidades de tratamentos estiverem rapidamente disponíveis.

.Toxicidade2 renal3 cumulativa, associada com CISPLATINA, é severa. Outras toxicidades relacionadas com a dose são: mielossupressão, náusea4 e vômito5.  . Ototoxicidade6, que pode ser mais pronunciada em crianças e que é manifestada por tinitus e/ou perda da freqüência auditiva alta e ocasionalmente surdez, é significante.

. Reações do tipo anafiláticas à CISPLATINA têm sido relatadas. Edema7 facial, broncoconstrição, taquicardia8 e hipotensão9 podem ocorrer minutos após administração de CISPLATINA. Epinefrina, corticosteróides e anti-histamínicos têm sido usados efetivamente no alívio dos sintomas10.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
2 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
3 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
4 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
5 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
6 Ototoxicidade: Dano causado aos sistemas coclear e/ou vestibular resultante de exposição a substâncias químicas.
7 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
8 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
9 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre ADVERTÊNCIA CISPLATINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.