REAÇÕES ADVERSAS HYCAMTIN

Atualizado em 25/05/2016

Os dados relacionados a seguir baseiam-se na experiência combinada de 453 pacientes com carcinoma1 ovariano metastático e 426 pacientes com câncer2 de pulmão3 tipo pequenas células4,  tratados com HYCAMTIN.  A Tabela 4 lista as principais toxicidades hematológicas e a Tabela 5 lista as toxicidades não-hematológicas que ocorreram em pelo menos 15% dos pacientes.

Tabela 4

Resumo dos eventos adversos hematológicos em pacientes recebendo HYCAMTIN.
Eventos adversos hematológicos    Pacientes n=879 % Incidência5    Ciclos n=4124 % Incidência5    

Neutropenia6            
    < 1.500 células4 / mm3    97    81    
    < 500 células4 / mm3    78    39    
Leucopenia7            
    < 3.000 / mm3    97    80    
    < 1.000 / mm3    32    11    
Trombocitopenia8            
    < 75.000 / mm3    69    42    
    < 25.000 / mm3    27    9    
Anemia9            
    < 10 g / dl    89    71    
    < 8 g / dl    37    14    
Sepse10 ou febre11 / infecção12 com neutropenia6 de grau 4    23    7    
Transfusões de plaquetas13    15    4    
Transfusões de glóbulos vermelhos    52    22    

Tabela 5

Resumo dos eventos adversos não-hematológicos em pacientes recebendo HYCAMTIN
Eventos adversos não-hematológicos    Todos os graus % Incidência5    Grau 3 % Incidência5    Grau 4 % Incidência5    
    n=879 Pacientes    n=4124 Ciclos    n=879 Pacientes    n=4124 Ciclos    n=879 Pacientes    n=4124 Ciclos    
Gastrintestinais    
                        
Náusea14    64    42    7    2    1    < 1    
Vômito15    45    22    4    1    1    < 1    
Diarréia16    32    14    3    1    1    < 1    
Constipação17    29    15    2    1    1    < 1    
Dor abdominal    22    10    2    1    2    < 1    
Estomatite18    18    8    1    < 1    < 1    < 1    
Anorexia19    19    9    2    1    < 1    < 1    
Corpo como um todo                            
Fadiga20    29    22    5    2    0    0    
Febre11    28    11    1    < 1    < 1    < 1    
Dor*    23    11    2    1    1    < 1    
Astenia21    25    13    4    1    2    < 1    
Pele22/ anexos23                            
Alopécia24    49    54    NA    NA    NA    NA    
Rash25**    16    6    1    < 1    0    0    
Sistema respiratório26                            
Dispnéia27    22    11    5    2    3    1    
Tosse    15    7    1    < 1    0    0    
SNC28/ sistema nervoso periférico29                            
Cefaléia30    18    7    1    < 1    < 1    0    
*  Dor inclui dor no corpo, dor nas costas31 e dor óssea.
**Rash25 também inclui prurido32, rash25 eritematoso33, urticária34, dermatite35, erupção36 bolhosa e rash25 maculopapular37.
Pré-medicações não foram rotineiramente usadas nesses estudos clínicos.
Hematológicas: (veja ADVERTÊNCIAS)

Gastrintestinais: A incidência5 de náusea14 foi de 64% (8% de grau 3/4) e o vômito15 ocorreu em 45% (6% de grau 3/4) dOs pacientes (veja Tabela 4). O uso profilático de antieméticos38 não foi uma rotina em pacientes tratadOs com HYCAMTIN.  32% dOs pacientes tiveram diarréia16 (4% de grau 3/4), 29% constipação17 (2% de grau 3/4) e 22% tiveram dor abdominal (4% de grau 3/4).
A dor abdominal de grau 3/4 foi observada em 6% das pacientes com câncer2 ovariano e em 2% de pacientes com Câncer2 de pulmão3 tipo pequenas células4.

Pele22 / Anexos23: Alopécia24 total (Grau 2) ocorreu em 31% das pacientes.

Sistema nervoso central39 e periférico: Cefaléia30 (18%) foi a toxicidade40 neurológica relatada com mais freqüência.  Parestesia41 ocorreu em 7% das pacientes, mas foi geralmente de Grau 1.

Hepáticas42 / biliares: Elevações transitórias de Grau 1 nAS ENZIMAS HEPÁTICAS43 ocorreram em 8% das pacientes.  Elevações maiores, Grau 3/4, ocorreram em 4%. Bilirrubina44 elevada, Grau 3/4, ocorreu em < 2% das pacientes.

Respiratórias: A INCIDÊNCIA5 DE Dispnéia27, GRAU 3/4, FOI DE 4% EM PACIENTES COM CÂNCER2 OVARIANO E DE 12% EM PACIENTES COM CÂNCER2 DE PULMÃO3 TIPO PEQUENAS CÉLULAS4.

A Tabela 6 mostra os eventos adversos hematológicos de grau 3/4 e os principais eventos não-hematológicos no estudo comparativo entre topotecano / paclitaxel.

Tabela 6

Perfis comparativos de toxicidade40 para pacientes45 com câncer2 ovariano, randomizadas para receber HYCAMTIN ou Paclitaxel.
 Hycamtin    Paclitaxel    
Eventos adversos    Pacientes n=112    Ciclos n=597    Pacientes n=114    Ciclos n=589    
                    
Hematológicos grau 3/4    %    %    %    %    
Neutropenia6 grau 4 (< 500 células4/ml)    80     36    21    9    
Anemia9 grau 3/4    41    16    6    2    
(Hgb < 8 g/dl)                    
Trombocitopenia8 grau 4    27    10    3    < 1    
(< 25.000 plaquetas13/ml)                    
Febre11/neutropenia6 grau 4    23    6    4    1    
Sepse10 documentada    5    1    2    < 1    
Morte relacionada à sepse10     2    NA    0    NA    
Não-hematológicos grau 3/4                    
Gastrintestinal                    
Dor abdominal    5    1    4    1    
Constipação17    5    1    0    0    
Diarréia16    6    2    1    < 1    
Obstrução intestinal    5    1    4    1    
Náusea14    10    3    2    < 1    
Estomatite18    1    < 1    1    < 1    
Vômito15    10    2    3    < 1    
Constitucional                    
Anorexia19    4    1    0    0    
Dispnéia27    6    2    5    1    
Fadiga20    7    2    6    2    
Mal-estar    2    < 1    2    < 1    
Neuromuscular                    
Artralgia46    1    < 1    3    < 1    
Astenia21    5    2    3    1    
Dor no peito47    2    < 1    1    < 1    
Cefaléia30    1    < 1    2    1    
Mialgia48    0    0    3    2    
Dor*    5    1    7    2    
Pele22/anexos23                     
Rash25**    0    0    1    < 1    
Hepáticos/biliares                    
Enzimas hepáticas43 aumentadas ***    1    < 1    1    < 1    
*Dor inclui dor no corpo, dor óssea e dor nas costas31.
**Rash25 também inclui prurido32, rash25 eritematoso33, urticária34, dermatite35, erupção36 bolhosa e rash25 maculopapular37.
***Enzimas hepáticas43 aumentadas incluem SGOT/AST aumentado, SGPT/ALT aumentado e enzimas hepáticas43 aumentadas.  
Pré-medicações não foram rotineiramente usadas em pacientes randomizadas para HYCAMTIN, enquanto que as pacientes recebendo paclitaxel receberam pré-tratamento de rotina com corticosteróides, difenidramina e bloqueadores de receptores de histamina49 do tipo 2.
A Tabela 7 mostra os eventos adversos hematológicos de grau 3/4 e os principais eventos não-hematológicos no estudo comparativo entre topotecano/CAV em câncer2 de pulmão3 tipo pequenas células4.
Tabela 7
Perfis comparativos de toxicidade40 para pacientes45 com câncer2 de pulmão3 tipo pequenas células4, randomizados para receber Hycamtin ou CAV.
 Hycamtin    CAV    
Eventos adversos    Pacientes n=107    Ciclos n=446    Pacientes n=104    Ciclos n=359    
                    
Hematológicos grau 3/4    %    %    %    %    

Neutropenia6 grau 4 (< 500 células4/ml)    70     38    72    51    
Anemia9 grau 3/4    42    18    20    7    
(Hgb < 8 g/dl)                    
Trombocitopenia8 grau 4    29    10    5    1    
(< 25.000 plaquetas13/ml)                    
Febre11/neutropenia6 grau 4    28    9    26    13    
Sepse10 documentada    5    1    5    1    
Morte relacionada à sepse10     3    NA    1    NA    
Não-hematológicos grau 3/4                    
Gastrintestinal                    
Dor abdominal    6    1    4    2    
Constipação17    1    < 1    0    0    
Diarréia16    1    < 1    0    0    
Náusea14       8    2    6    2    
Estomatite18    2    < 1    1    < 1    
Vômito15    3    < 1    3    1    
Constitucional                    
Anorexia19    3    1    4    2    
Dispnéia27    9    5    14    7    
Fadiga20    6    4    10    3    
Neuromuscular                    
Astenia21    9    4    7    2    
Cefaléia30    0    0    2    < 1    
Dor*    5    2    7    4    
Sistema respiratório26                    
Tosse    2    1    0    0    
Pneumonia50    8    2    6    2    
Pele22/anexos23                     
Rash25**    1    < 1    1    < 1    
Hepáticos/biliares                    
Enzimas hepáticas43 aumentadas***    1    < 1    0    0    
*Dor inclui dor no corpo, dor óssea e dor nas costas31.
**Rash25 também inclui prurido32, rash25 eritematoso33, urticária34, dermatite35, erupção36 bolhosa e rash25 maculopapular37.
***Enzimas hepáticas43 aumentadas incluem SGOT/AST aumentado, SGPT/ALT aumentado e enzimas hepáticas43 aumentadas.  
Pré-medicações não foram rotineiramente usadas em pacientes randomizados para HYCAMTIN, enquanto que os pacientes recebendo CAV receberam pré-tratamento de rotina com corticosteróides, difenidramina e bloqueadores de receptores de histamina49 do tipo 2.
Relatos pós-marketing de eventos adversos
Os relatos de eventos adversos de pacientes administrando HYCAMTIN após sua introdução no mercado, e que não estão listados anteriormente, incluem o seguinte:
Hematológicos: hemorragia51 grave - rara (em associação com trombocitopenia8).
Pele22/anexos23: dermatite35 grave, prurido32 grave - raro.
Corpo como um todo:
-manifestações alérgicas - pouco freqüente; -reações anafilactóides, angioedema52 - raro.    

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
4 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
5 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
6 Neutropenia: Queda no número de neutrófilos no sangue abaixo de 1000 por milímetro cúbico. Esta é a cifra considerada mínima para manter um sistema imunológico funcionando adequadamente contra os agentes infecciosos mais freqüentes. Quando uma pessoa neutropênica apresenta febre, constitui-se uma situação de “emergência infecciosa”.
7 Leucopenia: Redução no número de leucócitos no sangue. Os leucócitos são responsáveis pelas defesas do organismo, são os glóbulos brancos. Quando a quantidade de leucócitos no sangue é inferior a 6000 leucócitos por milímetro cúbico, diz-se que o indivíduo apresenta leucopenia.
8 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
9 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
10 Sepse: Infecção produzida por um germe capaz de provocar uma resposta inflamatória em todo o organismo. Os sintomas associados a sepse são febre, hipotermia, taquicardia, taquipnéia e elevação na contagem de glóbulos brancos. Pode levar à morte, se não tratada a tempo e corretamente.
11 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
12 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
13 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
14 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
15 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
16 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
17 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
18 Estomatite: Inflamação da mucosa oral produzida por infecção viral, bacteriana, micótica ou por doença auto-imune. É caracterizada por dor, ardor e vermelhidão da mucosa, podendo depositar-se sobre a mesma uma membrana brancacenta (leucoplasia), ou ser acompanhada de bolhas e vesículas.
19 Anorexia: Perda do apetite ou do desejo de ingerir alimentos.
20 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
21 Astenia: Sensação de fraqueza, sem perda real da capacidade muscular.
22 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
23 Anexos: 1. Que se anexa ou anexou, apenso. 2. Contíguo, adjacente, correlacionado. 3. Coisa ou parte que está ligada a outra considerada como principal. 4. Em anatomia geral, parte acessória de um órgão ou de uma estrutura principal. 5. Em informática, arquivo anexado a uma mensagem eletrônica.
24 Alopécia: Redução parcial ou total de pêlos ou cabelos em uma determinada área de pele. Ela apresenta várias causas, podendo ter evolução progressiva, resolução espontânea ou ser controlada com tratamento médico. Quando afeta todos os pêlos do corpo, é chamada de alopécia universal.
25 Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
26 Sistema Respiratório: Órgãos e estruturas tubulares e cavernosas, por meio das quais a ventilação pulmonar e as trocas gasosas entre o ar externo e o sangue são realizadas.
27 Dispnéia: Falta de ar ou dificuldade para respirar caracterizada por respiração rápida e curta, geralmente está associada a alguma doença cardíaca ou pulmonar.
28 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
29 Sistema Nervoso Periférico: Sistema nervoso localizado fora do cérebro e medula espinhal. O sistema nervoso periférico compreende as divisões somática e autônoma. O sistema nervoso autônomo inclui as subdivisões entérica, parassimpática e simpática. O sistema nervoso somático inclui os nervos cranianos e espinhais e seus gânglios e receptores sensitivos periféricos. Vias Neurais;
30 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
31 Costas:
32 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
33 Eritematoso: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
34 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
35 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
36 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
37 Maculopapular: Erupção cutânea que se caracteriza pelo aparecimento de manchas e de pápulas de tonalidade avermelhada, geralmente observada no sarampo ou na rubéola.
38 Antieméticos: Substância que evita o vômito.
39 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
40 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
41 Parestesia: Sensação cutânea subjetiva (ex.: frio, calor, formigamento, pressão, etc.) vivenciada espontaneamente na ausência de estimulação.
42 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
43 Enzimas hepáticas: São duas categorias principais de enzimas hepáticas. A primeira inclui as enzimas transaminasas alaninoaminotransferase (ALT ou TGP) e a aspartato aminotransferase (AST ou TOG). Estas são enzimas indicadoras do dano às células hepáticas. A segunda categoria inclui certas enzimas hepáticas como a fosfatase alcalina (FA) e a gamaglutamiltranspeptidase (GGT) as quais indicam obstrução do sistema biliar, quer seja no fígado ou nos canais maiores da bile que se encontram fora deste órgão.
44 Bilirrubina: Pigmento amarelo que é produto da degradação da hemoglobina. Quando aumenta no sangue, acima de seus valores normais, pode produzir uma coloração amarelada da pele e mucosas, denominada icterícia. Pode estar aumentado no sangue devido a aumento da produção do mesmo (excesso de degradação de hemoglobina) ou por dificuldade de escoamento normal (por exemplo, cálculos biliares, hepatite).
45 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
46 Artralgia: Dor em uma articulação.
47 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
48 Mialgia: Dor que se origina nos músculos. Pode acompanhar outros sintomas como queda no estado geral, febre e dor de cabeça nas doenças infecciosas. Também pode estar associada a diferentes doenças imunológicas.
49 Histamina: Em fisiologia, é uma amina formada a partir do aminoácido histidina e liberada pelas células do sistema imunológico durante reações alérgicas, causando dilatação e maior permeabilidade de pequenos vasos sanguíneos. Ela é a substância responsável pelos sintomas de edema e irritação presentes em alergias.
50 Pneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar. Sua causa mais freqüente é a infecção bacteriana, apesar de que pode ser produzida por outros microorganismos. Manifesta-se por febre, tosse, expectoração e dor torácica. Em pacientes idosos ou imunodeprimidos pode ser uma doença fatal.
51 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
52 Angioedema: Caracteriza-se por áreas circunscritas de edema indolor e não-pruriginoso decorrente de aumento da permeabilidade vascular. Os locais mais acometidos são a cabeça e o pescoço, incluindo os lábios, assoalho da boca, língua e laringe, mas o edema pode acometer qualquer parte do corpo. Nos casos mais avançados, o angioedema pode causar obstrução das vias aéreas. A complicação mais grave é o inchaço na garganta (edema de glote).

Tem alguma dúvida sobre REAÇÕES ADVERSAS HYCAMTIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.