ADMINISTRAÇÃO VINRACINE

Atualizado em 28/05/2016
Vinracine só deve ser administrado sob a supervisão de um serviço especializado em oncologia, que possua instalações adequadas para uma monitoração regular dos efeitos clínicos, bioquímicos e hematológicos, durante e após sua administração.
Utilizar proteção para as mãos1 para abrir os frascos-ampolas.
Devem ser observados os cuidados de assepsia2 durante toda a manipulação do medicamento até o término da injeção3.
É extremamente importante que a agulha intravenosa (ou cateter) seja adequadamente posicionada antes que Vinracine seja administrado. O extravazamento de Vinracine no tecido4 circundante, durante a administração intravenosa, pode causar uma irritação considerável. Se ocorrer extravasamento, a injeção3 deve ser imediatamente interrompida, e qualquer quantidade remanescente da dose deve ser introduzida em outra veia. A injeção3 local de hialuronidase e a aplicação de calor moderado, na área afetada, ajudarão a dispersar a droga e poderão minimizar o desconforto e a possibilidade do surgimento de inflamação5.
Cuidados devem ser tomados para se evitar a contaminação ocular com concentrações de Vinracine usadas clinicamente. Em caso de contaminação acidental, uma irritação grave pode ocorrer se a droga entrar em contato com os olhos6 sob pressão (ex.: o esfregar dos olhos6 com as mãos1 pode ocasionar ulceração7 da córnea8). Os olhos6 devem ser lavados imediatamente e abundantemente.
Caso a solução de Vinracine apresente partículas em suspensão ou descoloração da solução, o produto não deve ser usado. Qualquer porção não utilizada da solução de Vinracine deve ser descartada.
Vinracine é para uso exclusivamente intravenoso. Não administrar por via intratecal, subcutânea9 e intramuscular. A administração por via intratecal pode ocasionar morte.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
2 Assepsia: É o conjunto de medidas que utilizamos para impedir a penetração de micro-organismos em um ambiente que logicamente não os tem. Logo um ambiente asséptico é aquele que está livre de infecção.
3 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
4 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
5 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
6 Olhos:
7 Ulceração: 1. Processo patológico de formação de uma úlcera. 2. A úlcera ou um grupo de úlceras.
8 Córnea: Membrana fibrosa e transparente presa à esclera, constituindo a parte anterior do olho.
9 Subcutânea: Feita ou situada sob a pele; hipodérmica.

Tem alguma dúvida sobre ADMINISTRAÇÃO VINRACINE?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.