ADVERTÊNCIAS LUMIGAN

Atualizado em 28/05/2016

Advertências

Foram relatados aumento gradativo do crescimento dos cílios1 em comprimento e espessura, e escurecimento dos cílios1 (em 22% dos pacientes após 3 meses, e 36% após 6 meses de tratamento), e, escurecimento das pálpebras2 (em 1 a <3% dos pacientes após 3 meses e 3 a menor ou igual a 10% dos pacientes após 6 meses de tratamento). Também foi relatado escurecimento da íris3 em 0,2% dos pacientes tratados durante 3 meses e em 1,1% dos pacientes tratados durante 6 meses. Algumas dessas alterações podem ser permanentes. Pacientes que devem receber o tratamento de apenas um dos olhos4 devem ser informados a respeito dessas reações.

LUMIGAN® (bimatoprosta) é medicamento de uso exclusivamente tópico5 ocular.

Precauções

Gerais

Houve relatos de ceratite bacteriana associada com o uso de recipientes de doses múltiplas de produtos oftálmicos de uso tópico5. Esses recipientes foram contaminados inadvertidamente pelos pacientes, que, na maioria dos casos, apresentavam doença corneana concomitante ou ruptura da superfície epitelial ocular.

LUMIGAN® (bimatoprosta) deve ser utilizado com cautela em pacientes com inflamação6 intra-ocular ativa.

Foram relatados durante o tratamento com o bimatoprosta casos de edema macular7, incluindo edema macular7 cistóide. Assim, LUMIGAN® (bimatoprosta) em solução oftálmica deve ser utilizado com cautela em pacientes afácicos, pseudoafácicos com a cápsula posterior do cristalino8 rompida, ou em pacientes com conhecido fator de risco9 para edema macular7. LUMIGAN® (bimatoprosta) não foi avaliado no tratamento do glaucoma10 de ângulo fechado, glaucoma10 inflamatório ou glaucoma10 neovascular.


Pacientes com insuficiência renal11 ou hepática12

LUMIGAN® (bimatoprosta) não foi estudado em pacientes com insuficiência renal11 ou hepática12 e, portanto deve ser utilizado com cautela em tais pacientes.


Usuários de lentes de contato

As lentes de contato devem ser retiradas antes da instilação de LUMIGAN® (bimatoprosta) e podem ser recolocadas 15 minutos depois. Os pacientes devem ser advertidos de que o produto contém cloreto de benzalcônio, que é absorvido pelas lentes hidrofílicas.


Uso concomitante com outros medicamentos oftálmicos tópicos

Se mais do que um medicamento de uso tópico5 ocular estiver sendo utilizado, deve-se respeitar um intervalo de pelo menos 5 minutos entre as aplicações.


Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Não é previsto que LUMIGAN® (bimatoprosta) apresente influência sobre a capacidade do paciente dirigir veículos ou operar máquinas, porém, assim como para qualquer colírio13, pode ocorrer borramento transitório da visão14 após a instilação; nestes casos o paciente deve aguardar que a visão14 normalize antes de dirigir ou operar máquinas.


Gravidez15 e Lactação16

Não se dispõe de dados a respeito da excreção do LUMIGAN® (bimatoprosta) no leite humano, mas como os estudos em animais mostraram que a substância é excretada pelo leite, recomenda-se cautela na administração do medicamento durante a lactação16.

Categoria de risco na gravidez15: C (FDA - USA)

Não foram realizados estudos controlados em gestantes. Considerando que os estudos sobre toxicidade17 reprodutiva em animais nem sempre são indicativos de resposta humana, LUMIGAN® (bimatoprosta) apenas deve ser utilizado em gestantes se os potenciais benefícios para a mãe justificarem os potenciais riscos para o feto18.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Cílios: Populações de processos móveis e delgados que são encontrados revestindo a superfície dos ciliados (CILIÓFOROS) ou a superfície livre das células e que constroem o EPITÉLIO ciliado. Cada cílio nasce de um grânulo básico na camada superficial do CITOPLASMA. O movimento dos cílios propele os ciliados através do líquido no qual vivem. O movimento dos cílios em um epitélio ciliado serve para propelir uma camada superficial de muco ou fluido.
2 Pálpebras:
3 Íris: Membrana arredondada, retrátil, diversamente pigmentada, com um orifício central, a pupila, que se situa na parte anterior do olho, por trás da córnea e à frente do cristalino. A íris é a estrutura que dá a cor ao olho. Ela controla a abertura da pupila, regulando a quantidade de luz que entra no olho.
4 Olhos:
5 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
6 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
7 Edema macular: Inchaço na mácula.
8 Cristalino: 1. Lente gelatinosa, elástica e convergente que focaliza a luz que entra no olho, formando imagens na retina. A distância focal do cristalino é modificada pelo movimento dos músculos ciliares, permitindo ajustar a visão para objetos próximos ou distantes. Isso se chama de acomodação do olho à distância do objeto. 2. Diz-se do grupo de cristais cujos eixos cristalográficos são iguais nas suas relações angulares gerais constantes 3. Diz-se de rocha constituída quase que totalmente por cristais ou fragmentos de cristais 4. Diz-se do que permite que passem os raios de luz e em consequência que se veja através dele; transparente. 5. Límpido, claro como o cristal.
9 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
10 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
11 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
12 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
13 Colírio: Preparação farmacológica líquida na qual se encontram dissolvidas diferentes drogas que atuam na conjuntiva ocular.
14 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
15 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
16 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
17 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
18 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.

Tem alguma dúvida sobre ADVERTÊNCIAS LUMIGAN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.