REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS LUMIGAN

Atualizado em 28/05/2016

LUMIGAN® (bimatoprosta) é bem tolerado, podendo causar eventos adversos oculares leves a moderados e não graves.

Nos estudos clínicos eventos adversos ocorrendo em 15 a 45% dos pacientes que receberam doses únicas diárias, durante 3 meses, em ordem decrescente de incidência1 foram: hiperemia2 conjuntival, crescimento dos cílios3 e prurido4 ocular. Aproximadamente 3% dos pacientes interromperam o tratamento por causa dos eventos adversos.

Eventos adversos ocorrendo em aproximadamente 3 a <10% dos pacientes, em ordem decrescente de incidência1, incluíram: secura ocular, ardor5 ocular, sensação de corpo estranho no olho6, dor ocular e distúrbios da visão7.

Eventos adversos ocorrendo em 1 a <3% dos pacientes foram: eritema8 palpebral, pigmentação da pele9 periocular, irritação ocular, secreção ocular, astenopia, conjuntivite10 alérgica, lacrimejamento, ceratite puntiforme superficial, e fotofobia11.

Em menos de 1% dos pacientes foram relatadas: inflamação12 intra-ocular, mencionada como irite13 e pigmentação da íris14, alteração das provas de função hepática15 e infecções16 (principalmente resfriados e infecções16 das vias respiratórias).

Com tratamentos de 6 meses de duração foram observados, além dos eventos adversos relatados acima, em aproximadamente 1 a <3% dos pacientes, edema17 conjuntival, blefarite18 e astenia19.

Em tratamentos de associação com betabloqueador, durante 6 meses, além dos eventos acima, foram observados em aproximadamente 1 a <3% dos pacientes, erosão da córnea20, e piora da acuidade visual21. Em menos de 1% dos pacientes, blefarospasmo, depressão, retração palpebral, hemorragia22 retiniana e vertigem23.

A freqüência e gravidade dos eventos adversos foram relacionadas à dose, e, em geral, ocorreram quando a dose recomendada não foi seguida.

ATENÇÃO: Este produto é um novo medicamento e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis para comercialização, podem ocorrer efeitos indesejáveis não conhecidos. Se isto ocorrer, o médico responsável deve ser comunicado.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
2 Hiperemia: Congestão sanguínea em qualquer órgão ou parte do corpo.
3 Cílios: Populações de processos móveis e delgados que são encontrados revestindo a superfície dos ciliados (CILIÓFOROS) ou a superfície livre das células e que constroem o EPITÉLIO ciliado. Cada cílio nasce de um grânulo básico na camada superficial do CITOPLASMA. O movimento dos cílios propele os ciliados através do líquido no qual vivem. O movimento dos cílios em um epitélio ciliado serve para propelir uma camada superficial de muco ou fluido.
4 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
5 Ardor: 1. Calor forte, intenso. 2. Mesmo que ardência. 3. Qualidade daquilo que fulge, que brilha. 4. Amor intenso, desejo concupiscente, paixão.
6 Olho: s. m. (fr. oeil; ing. eye). Órgão da visão, constituído pelo globo ocular (V. este termo) e pelos diversos meios que este encerra. Está situado na órbita e ligado ao cérebro pelo nervo óptico. V. ocular, oftalm-. Sinônimos: Olhos
7 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
8 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
9 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
10 Conjuntivite: Inflamação da conjuntiva ocular. Pode ser produzida por alergias, infecções virais, bacterianas, etc. Produz vermelhidão ocular, aumento da secreção e ardor.
11 Fotofobia: Dor ocular ou cefaléia produzida perante estímulos visuais. É um sintoma freqüente na meningite, hemorragia subaracnóidea, enxaqueca, etc.
12 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
13 Irite: Inflamação da íris, iridite.
14 Íris: Membrana arredondada, retrátil, diversamente pigmentada, com um orifício central, a pupila, que se situa na parte anterior do olho, por trás da córnea e à frente do cristalino. A íris é a estrutura que dá a cor ao olho. Ela controla a abertura da pupila, regulando a quantidade de luz que entra no olho.
15 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
16 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
17 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
18 Blefarite: Inflamação do bordo externo das pálpebras ou pestanas. Também conhecida como palpebrite, sapiranga, sapiroca ou tarsite.
19 Astenia: Sensação de fraqueza, sem perda real da capacidade muscular.
20 Córnea: Membrana fibrosa e transparente presa à esclera, constituindo a parte anterior do olho.
21 Acuidade visual: Grau de aptidão do olho para discriminar os detalhes espaciais, ou seja, a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos.
22 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
23 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.

Tem alguma dvida sobre REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS LUMIGAN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.