INSTRUÇÕES POSOLÓGICAS ESPECIAIS ROFERON A

Atualizado em 25/05/2016

Quando ocorrerem reações severas, a posologia deve ser alterada (redução de 50% na dose ou interrupção da terapia até a diminuição das reações adversas) em função dos sintomas1 constitucionais, dos efeitos mielossupressores ou de outras anormalidades clínicas ou laboratoriais causadas por Roferon® A e outras drogas associadas, e mesmo em função dos efeitos da radioterapia2 ou quimioterapia3 prévias, que podem ter comprometido a função medular.

Aconselha-se não ultrapassar as doses recomendadas e seguir os esquemas posológicos mencionados.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Radioterapia: Método que utiliza diversos tipos de radiação ionizante para tratamento de doenças oncológicas.
3 Quimioterapia: Método que utiliza compostos químicos, chamados quimioterápicos, no tratamento de doenças causadas por agentes biológicos. Quando aplicada ao câncer, a quimioterapia é chamada de quimioterapia antineoplásica ou quimioterapia antiblástica.

Tem alguma dúvida sobre INSTRUÇÕES POSOLÓGICAS ESPECIAIS ROFERON A?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.