TOXICIDADE AGUDA E DE DOSES REPETIDAS XARELTO

Atualizado em 27/04/2017


A rivaroxabana mostrou baixa toxicidade1 aguda em ratos e camundongos.

A rivaroxabana foi testada em estudos de doses repetidas por até 6 meses em ratos e por até 12 meses em cães. Com base no modo de ação farmacológico, não se pôde estabelecer NOEL (Nível de efeito não observado) em razão dos efeitos sobre o tempo de coagulação2. Todos os achados adversos, exceto uma discreta redução do ganho de peso corporal em ratos e cães, puderam ser relacionados a um modo de ação farmacológico exagerado do composto. Em cães com exposições muito altas, foram observados sangramentos importantes espontâneos. Os NOAELs (Níveis de efeitos adversos não observados) depois de exposição crônica são 12,5 mg/kg em ratos e 5 mg/kg em cães.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
2 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.

Tem alguma dúvida sobre TOXICIDADE AGUDA E DE DOSES REPETIDAS XARELTO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.